Arquivos portáveis, protocolos portáveis… em C!

Vinipsmaker labs

Um hábito que me faz desprezar imediatamente TODAS as habilidades que um programador afirme ter, é ele fazer um formato de arquivo ou protocolo binário que não é portável, então resolvi fazer esse artigo para ajudar a diminuir essa prática, expondo os seus perigos.

Mas antes, lembro que na época que eu usava Flash Player, eu era um usuário burro e aceitava cegamente a desculpa das versões de diferentes sistemas operacionais serem dessincronizadas (sistema operacional X recebe versão nova antes de Y e Z, em vez de lançamento simultâneo). Isso é um ato que eu até consigo entender tendo em mente os objetivos da empresa, mas outro lugar onde a dessincronização de versões ocorria era em arquiteturas diferentes (32bit e 64bit). E o único fator para justificar isso é pura incompetência dos programadores, que ganharam para sempre o meu desprezo. Dito isso, não acompanho ou uso mais o Flash Player…

View original post 1,553 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: