Tag Archives: Bateman

Uns 10 filmes preferidos da minha vida

Toda as listas são falhas, principalmente as minhas, que eu sempre esqueço de colocar algo ou esqueço de consultá-las depois, mas, nesse post vou abordar alguns filmes que elevaram a minha experiencia cinematográfica.

Não vou falar muito dos filmes, porque meu tempo é limitado, vocês compreendem, mas, garanto que se vocês forem atras dos que não conhecem(que devem ser poucos), vocês gostarão.

Busquem conhecimento e esses filmes, um dia coloco o resto, e só para avisar, mudei a quantidade de filmes do titulo agora.

As Pontes de Madison

Esse filme realmente marcou minha vida, principalmente porque me identifiquei muito com o filme. Além disso, o filme ainda é uma das melhores historias de amor que existem, fugindo do obvio e indo bem mais longe do que você deve fazer se você realmente ama alguém. Muita coisa pode ser tiradas desse filme.

Esse filme tem uma temática muito diferente, fugindo de apenas dois adolescentes apaixonados, além de muitos outros complicadores. Tem um tema de um estranho chegando em uma cidade e tendo uma grande historia de amor com uma dona de casa, muito parecido com os filmes de cowboys que o Clint estava associado na época.

O melhor é que a historia é extremamente crível, até para quem não acredita em amor a primeira vista.

A melhor forma saber é assistindo. Apesar de ter me marcado mais a minha pessoa do que o resto, minha opinião não é tendenciosa. Se duvidar e quiser ver um “spolier“, veja essa cena perto do final:

Mary Poppins

Um dos filmes que eu assisti muito também de madrugada. Um musical que conta a historia de uma baba magica, na realidade um recurso para mostrar o abandono das crianças pelo pai e uma critica a sociedade corporativista e burocrática que vinha sendo muito elogiada na época.

Visualmente e emocionalmente, um ótimo filme que me passou boas emoções e boas lições, como tudo da disney. Para ver como o filme é bom, eu odeio musicais, e ainda assim a qualidade desse filme supera o meu ódio.

Psicopata americano

Muito tempo atrás, quando a vida era mais fácil/difícil e a madrugada era mais alcançável, eu praticamente não dormia de madrugada porque de madrugada era quando tudo acontecia. Uma das vantagens era poder assistir os melhores filmes que uma/varias mente/s que eu desconhecia selecionava para passar de madrugada.

Um belo dia, surge um filme com uma temática estranha, que nunca eu soube descrever direito em uma palavra então eu julgava como um filme existencialista sobre a loucura da sociedade yuppie encarnado em um psicopata. Ainda assim, descrevo mal.

Psicopata americano é um dos filmes que mais me marcaram além de ser um dos melhores filmes que eu conheço, dando muita referencia para a criação do seriado que muitos aqui amam, conhecido como Dexter, mais o filme com certeza é bem melhor(apesar de ser duas coisas diferentes para comparar).

Li o livro, sendo muito mais visceral que o filme, mais o filme não perde de forma nenhuma qualidade por causa disso, são apenas duas coisas diferentes sobre o mesmo tema.

Historia sem fim

Poucos filmes tem um ar de conto de fadas como historia sem fim consegue passar. O filme comeca com um garoto com uma vida normal que passa a ler um livro, e a vida real, seus problemas e a historia começam a se mesclar.

Com alguns efeitos especiais não muito bons, o filme ainda não perde o charme, caprichando na historia,  e levantando a questão de ate onde vale a pena perder a nossa inocência e fazer a passagem para ditos adultos, que na verdade não passa de um pretexto para nos tornamos seres humanos piores e desistir de nossos sonhos.

Um filme eterno, serve tanto para adultos e crianças, todas as continuações também.

O Iluminado

O que dizer de “O iluminado“… Esperando algum muito inferior, e uma historia sobre um hotel no meio do nada, fui surpreendido por uma cronicas de fantasmas que assombram a monotonia de uma família atormentada pelo isolamento. Mais um filme de malucos, só que dessa vez com poderes sobrenaturais e fantasmas a solta querendo crescer a quantidade de hospedes mortos de um hotel.

E saiba que, se você acho que eu disse tudo, digo a você que nem aranhei a metade do filme. Assista e se identifique com o tédio mortal, que pode transformar qualquer pessoa, acompanhado de cenas marcantes.

Como diria o coringa, tudo que um homem precisa para enlouquecer é apenas um dia ruim.

Um drink no inferno

Um filme de Tarantino… Sempre um diretor surpreendente, ele sempre tem ritmo e ideias que deixam você preso até o ultimo momento no cinema.

Um drinque no inferno é um filme que você tem que assistir do começou ao fim. Nenhuma linguiça foi enchida, tudo está lá porque deveria estar, além de ter mudanças propositais tipicas do cinema de grindhouse(bem usadas), no qual o filme é uma grande homenagem.

Foi minha primeira vez com um filme de ação com uma marca superior, um toque maior. Sem contar que a trilha sonora realmente faz diferença aqui, como em todos os filmes do Tarantino.

Notem para o bar de família que eles visitam. Isso sim é um ambiente familiar, ainda vou em um desses. Um daquela categoria e vazio e sem nenhuma briga? É aquele que eu queria.

Além de tudo, os atores são os melhores. George Clooney solto e a vontade para fazer o que quisesse, Tarantino interpretando um maluco psicopático ninfomaníaco e quase pedófilo, Harvey Keitel como um padre que perdeu a fé e muito mais, cada um com a personalidade marcante.

“Bem vindo a escravidão”

“Não, obrigado. Já tive uma esposa.”

– George Clooney.

O grande ditador

Apesar de “luzes da cidade” ser muito mais lembrado e por alguns considerado o melhor filme de Charles Chaplin, o que eu mais lembro, gosto e mais me marcou dos filmes foi justamente O grande ditador.

O fato do filme ainda ser o primeiro de Chaplin a ser falado me cativa também, principalmente porque ele tem o que falar como demostrado no discurso final do filme, na verdade não  sei se ele fez mais algum filme falado depois.

O filme é uma obra de sátira sobre a vida de Hitler e o movimento nazista que fez com que Chaplin tivesse que sair da Alemanha. Existe toda uma sátira sobre a vida de Hitler, e se usa a vida dele para ainda mostrar o contraste entre a origem do do personagem e o que ele se torna/faz.

Um filme muito bem feito em todos os sentidos técnicos, e devido aos assuntos tratados, ele ainda consegue ser muito profundo e inteligente.

Do discurso final, que seria o discurso serio reflexivo ponto de climax do filme, eu destaco a frase:

“Mais que maquinas, nos precisamos de humanidade”

Persepoles

Filme muito bom com um ar de simpsons. Apesar da comparação estranha, explica muito a situação do Ira, alem de levantar algumas boas questões.

Mortal Kombat

Entra na categoria de filmes que eu mais vi na minha vida. Pelo que eu lembro, esse filme eu assisti esse filme pelo menos umas 15 vezes, sendo um filme muito foda.

Como eu sempre gostei muito de Mortal Kombat, e ele sempre teve uma historia muito boa, esse filme tem de tudo que eu esperava sobre um filme do mortal kombat. Tem ação, lutas, filosofia, magia, lição de vida, comedia e por ai vai.

Wolverine: Origens

Existem filmes que marcam a sua vida, mas existem filmes que marcam de forma negativa. Esse é o caso.

Nesse caso, eu recomendo que vocês não assistam, eu acho esse o pior filme do mundo. Seja pela sua produção de merda, ou por assistir duas vezes essa merda por motivos que eu nem vou citar, esse filme marcou como o pior filme da minha vida.

Fica a dica.

Chega o fim

Acabou. Post gigante com muito trabalho, agora que eu terminei vejo que deveria ter feito um post para cada filme, e possivelmente eu ainda vou fazer isso se tiver um tempo extra no futuro.

Ainda tirei uns filmes no meio do caminho, mas um dia pode ser que eu continue e fale mais de alguns filmes. Espero que apreciem e por hoje é só.

Advertisements

Morcegos? Que nada. Descubra a verdadeira origem do batman.

Morcego? Quem precisa deles quando se tem unicornios.


%d bloggers like this: